O terrível destino do ‘Titanic do ar’

O-terrível-destino-do-dirigível-R101-o-Titanic-voador

Carregando...

Construído para ser o maior dirigível de sua época, o dirigível britânico R101, o ‘Titanic do ar’ teve o mesmo destino trágico que o navio.

O acidente da aeronave experimental britânica R101 custou a vida de quarenta e seis em 1930.

O-terrível-destino-do-dirigível-R101-o-Titanic-voador-3

Sete anos antes do desastre do Hindenburg, os britânicos pensaram que seria divertido viajar em uma bolha de tecido que abrigava 155 mil metros cúbicos de hidrogênio. No seu voo inaugural, o vento rasgou a cobertura do dirigível.

O-terrível-destino-do-dirigível-R101-o-Titanic-voador-2

Este foi o maior dirigível construído até a data. Grandes salões e camarotes. A partir dele podia se ver as fascinantes paisagens Inglesas a uma alta altitude.

O-terrível-destino-do-dirigível-R101-o-Titanic-voador-1

O voo inaugural, cujo início remonta à noite de 04 de outubro de 1930 tinha como destino a Índia. Mas, como se fosse o “Titanic do ar”, seu destino foi traçado quando caiu exatamente às 2:08 horas em 05 de outubro daquele ano contra uma colina no norte de Paris devido a uma tempestade que o envolveu em fogo, tirando a vida de quarenta e seis passageiros e tripulantes. Sobreviveram apenas 6 membros da tripulação.

Recomendados para você:

Comentar