10 mentiras dos filmes que você acredita serem verdade

Mentiras-popularizadas-pelos-filmes-que-acreditamos-como-verdades

Carregando...

Muitas ideias apresentadas nos filmes que parecem ter algum fundo de verdade acabam sendo adotadas por pessoas como reais, embora não passem de clichês do cinema. Conheça 10 mentiras dos filmes que você acredita serem verdade.

Leia também: 10 filmes perturbadores censurados para ver em família

É claro que quando vemos um filme devemos ter em mente que o que vemos na tela é apenas ficção, mas quando algumas ideias e conceitos são tão repetidos e parecem fazer algum sentido, as pessoas adotam como verdade, mesmo que por vezes de forma inconsciente. Listamos aqui 10 exemplos de de clichês de filmes que não passam de mentiras para tornar os filmes mais emocionantes, mas que muitas pessoas acreditam.

1 – Você pode sair andando como se estivesse em uma passarela na frente de uma enorme explosão.Mentiras-popularizadas-pelos-filmes-que-acreditamos-como-verdades-1

É um recurso bastante útil para fazer com que o herói parece um sujeito durão. Mas na vida real, as grandes explosões (especialmente aquelas que envolvem incêndios) geram o que é conhecido como “onda de choque”, que nada mais é do que o ar sendo perturbado por uma enorme pressão em alta velocidade, geralmente mais de 1000 km / h, derrubando tudo em seu caminho. Além disso, não é a explosão em si que causa a maior parte dos estrados. Os créditos da devastação devem ir principalmente para o choque. Este recurso pode ser apreciado em X-Men Origens: Wolverine.

2 – É possível escapar de uma explosão em um túnel através de uma saída lateral.Mentiras-popularizadas-pelos-filmes-que-acreditamos-como-verdades-2

Em “Independence Day” (1996), a namorada de Will Smith (Vivica A. Fox) e uma criança (Ross Bagley) fogem no último minuto e com um grande salto de uma torrente de fogo entrando em uma porta lateral do túnel. Totalmente falso. A velocidade de reação de um ser humano ou um animal é muito menor do que a velocidade que detona, por exemplo, a gasolina, que é de 1680 metros por segundo. Além disso, a onda de choque e o fogo não seguem uma linha reta, mas se dividem atingindo todo ambiente e, portanto, consomem o oxigênio vital sem o qual nenhum dos três poderia ter sobrevivido.

Leia também: As estranhas mensagens ocultas em filmes famosos

3 – É fácil escapar de uma troca de tiros e sair ileso.

Pense a partir de uma perspectiva matemática: se uma metralhadora dispara 600 tiros por minuto, cada um destes viajando a mais ou menos a velocidade do som e o recorde de velocidade do homem mais rápido do mundo, Usain Bolt nos 100 metros é 10,43 m / s, é praticamente impossível para um ser humano (a menos que preveja o futuro) fugir de cada um dos disparos. Você pode ver isso em “007 – Quantum of Solace”.

4 – As bombas têm uma enorme cronômetro.Mentiras-popularizadas-pelos-filmes-que-acreditamos-como-verdades-4

Pense bem: Se você fosse um terrorista, por que avisaria as autoridades do tempo restante para a bomba explodir? Hoje em dia, muito poucos têm explosivos têm um visor de tempo. Mas este clichê tem uma origem bastante realista: no passado, engenhos explosivos foram fabricados a partir de despertadores. Atualmente eles são feitos com telefones celulares, impulsionados por um temporizador digital ou por meio de uma chamada. Em “Batman: O Cavaleiro das Trevas” podemos ver um exemplo claro disso.

5 – Uma arma com silenciador não faz barulho.Mentiras-popularizadas-pelos-filmes-que-acreditamos-como-verdades-5

Um silenciador, ao contrário da crença popular, serve para que os gases se dissipem e esfriem, reduzindo o som da explosão, não o eliminando. E a redução não é grande: em média, cerca de 30 decibéis. E a bala ainda mantém aquele som tão característico, por conta da sua velocidade de movimento. A série de filmes 007 ajudou a espalhar essa mentira como verdade.

6 – O clorofórmio desmaia qualquer um instantaneamente.Mentiras-popularizadas-pelos-filmes-que-acreditamos-como-verdades-6

Na ficção, molhar um tecido com este material e leva-lo até o nariz de uma pessoa é o suficiente para esta perder a consciência. Na vida real, o “apagão” pode levar entre cinco e dez minutos para acontecer. Mas um erro de dosagem pode ser fatal: 10 ml de clorofórmio seria suficiente para interromper o sistema respiratório da vítima. Além disso, o clorofórmio é de fácil evaporação. Não adiantaria nada o vilão molhar o pano com antecedência. Em Vicky Cristina Barcelona, ​​e em muitos outros filmes, você pode reconhecer este clichê totalmente falso.

7 – É inteiramente possível invadir a sala de embarque de um aeroporto.Mentiras-popularizadas-pelos-filmes-que-acreditamos-como-verdades-7

Você já conhece a cena: o galã corre a toda a velocidade pelo aeroporto de dizer adeus a sua amada antes da decolagem. Se você pensar em fazer algo parecido, seria bom você ter dinheiro para a passagem e seu passaporte. Basta comprar um bilhete que você pode acessar a área de embarque. Por outro lado, tentar entrar à força irá merecer uma resposta vigorosa (e até mesmo letal) por parte das autoridades.

8 – Conduzir e falar com o passageiro não causa acidentes.Mentiras-popularizadas-pelos-filmes-que-acreditamos-como-verdades-8

Uma animada discussão e troca de olhares são perfeitos para animar a cena em um carro, mas é um exemplo terrível para o público. Um período de apenas cinco segundos de distração ao se dirigir à 90 km/h pode fazer com que você dirija “cego” cerca de 120 m. Um estudo publicado na New Scientist sugere que a presença de passageiros aumenta as possibilidades de ter um acidente em 60%. Em “Pânico 4” há uma cena típica.

9 – Um golpe na nuca desmaia qualquer um.

É muito improvável que você consiga derrubar alguém com um golpe na nuca. O que causa perda de consciência não é o lugar do impacto, mas sim a aceleração e desaceleração do crânio. É preciso que o cérebro seja sacudido, causando uma torção em uma área conhecida como a formação reticular. Esta área é responsável por nos manter acordado ou dormindo. Em “Indiana Jones e a Última Cruzada” se recorre a este clichê cada vez menos usado.

10 – Se você levar um tiro na cabeça, cairá para frente.Mentiras-popularizadas-pelos-filmes-que-acreditamos-como-verdades-10

Se um personagem acaba recebendo um tiro na cabeça em algum filme ele pode muito bem cair para a frente. Mas a verdade é que o impacto de uma bala carrega uma terrível força que faz com que a cabeça seja empurrada para trás com uma violência descomunal, arrastando o resto do corpo. O impacto de uma bala, em geral, é equivalente a 1 tonelada por centímetro quadrado. Em “Sin City”, “O Clube da Luta” e em “Wanted” temos vários exemplos clássicos.

Advertisment

Recomendados para você:

Comentar