A epidemia de Zika foi causada por mosquitos geneticamente modificados?

Zika-virus-e-transmitido-por-mosquito-geneticamente-modificado-criado-em-laboratorio

Carregando...

A epidemia de Zika atual foi causada pelos mosquitos geneticamente modificados que foram liberados por uma empresa de biotecnologia na área onde teve início o surto?

Leia também: As estranhas mensagens ocultas em filmes famosos

A dramática propagação do vírus Zika que permanece em suspense a todos, especialmente as mulheres, por causa dos potenciais danos causados ​​ao feto durante a gravidez, pode ter sido causada pela presença no Brasil de mosquitos geneticamente modificados (MMG), segundo afirmam teorias que circulam na internet.

Enquanto os especialistas internacionais de saúde foram convidados a Genebra para discutir o surto e possíveis curas do vírus Zika, surgem questões sobre se os MMG estariam por trás de uma epidemia que na Colômbia já infectou 20.000 pessoas.

Leia também: 26 atrizes de filmes adultos que tem a sua idade

Em meados de 2012, a empresa de biotecnologia britânica Oxitec liberou milhões de insetos geneticamente modificados a fim de reduzir a população geral do mosquito que transmite a dengue, Chikungunya e Zika vírus no nordeste do Brasil.

Naquele momento surgiram preocupações sobre a liberação desses mosquitos geneticamente modificados sem a realização de mais estudos sobre os possíveis efeitos colaterais.

“É uma abordagem muito experimental que ainda não foi bem sucedida e pode causar mais mal do que bem”, advertiu em 2012 a Dr. Helen Wallace, diretora do instituto GeneWatch em entrevista ao “The Guardian”.

Os primeiros casos humanos de Zika foram documentados no Brasil em maio passado, e hoje, estima-se que há 1,5 milhões de pessoas infectadas.

Os críticos da Oxitec apontam que a área onde foram liberados os MMG é a mesmo onde a propagação do vírus começou. Nos mapas abaixo podemos ver claramente esta coincidência.

Zika-virus-e-transmitido-por-mosquito-geneticamente-modificado-criado-em-laboratorio-1

Desde o início do surto foram reportados no Brasil mais de 4.000 casos de bebês nascidos com microcefalia.

O objetivo do programa de OGM da Oxitec era liberar somente mosquitos machos da subespécie Aedes aegypti, conhecida por ser a portadora da dengue e zika para que, quando estes se reproduzissem com fêmeas portadoras do vírus, produzissem descendentes modificados que morreriam antes a atingir a idade de reprodução.

Zika-virus-e-transmitido-por-mosquito-geneticamente-modificado-criado-em-laboratorio-2

Mas as vozes contra as práticas da Oxitec indicam que está provado que, se os mosquitos têm acesso ao antibiótico tetraciclina (o Brasil é o terceiro maior consumidor a nível mundial), que pode ser encontrado no solo, água de superfície, e alguns alimentos, a taxa de sobrevivência dos mosquitos poderia potencialmente aumentar até 15%, contribuindo para a propagação do vírus.

Ainda segundo esta teoria, o Zika estaria sendo usado para encobrir os verdadeiros causadores dos casos de microcefalia no Brasil, que seriam os pesticidas altamente tóxicos usados em grandes quantidades pela agroindústria nacional.

Fontes: [1, 2, 3, 4]

Carregando...

Recomendados para você:

Comentar

Um Ping

  1. Pingback: