As 10 condições médicas mais raras do mundo

As-doencas-mais-estranhas-do-mundo

Carregando...

Crianças com 80 anos de idade, pessoas com a pele azul, cadáver vivo? Conheça 10 das mais estranhas e raras doenças do mundo.

Leia também: 8 curiosidades eróticas que você certamente não sabe

Sem dúvida alguma, ninguém quer ficar doente, e provavelmente ninguém que contrair nenhuma destas doenças abaixo. Embora algumas sejam genéticas, outras podem ser adquiridas de uma forma “mais fácil”, porém uma coisa sobre elas é certa: Seus efeitos são espantosos.

1. Elefantíase: membros extremamente grandes.

Elefantíase é um síndrome caracterizada pelo enorme aumento em algumas partes do corpo, especialmente nas pernas e órgãos genitais externos. Pode ser causada por diversas doenças inflamatórias persistentes, e especialmente pelos parasitas grupo da filaria que habitam os países quentes. Esta doença ocorre devido à obstrução dos vasos linfáticos, que resulta em inflamação ou pelos parasitas sanguíneos, tais como as filarias. Também provoca malformação dos ossos e continua deformando o corpo até onde a deformação permita.

2. Progeria: Crianças de 80 anos de idade.

A progeria é causada por um único minúsculo defeito no código genético de uma criança, porém possui consequências devastadoras que mudam a vida da criança. Em média, as crianças nascidas com esta doença morrem com a idade de 13 anos. Como seus corpos avançam rapidamente através do processo normal de envelhecimento desenvolvem sintomas físicos impressionantes, muitas vezes incluindo calvície prematura, doença cardíaca, enfraquecimento dos ossos e artrite. A progeria é extremamente rara, existem apenas cerca de 48 pessoas que vivem com ela em todo o mundo. No entanto, há uma família que tem cinco crianças com a doença.

3. Síndrome do Lobisomem: pessoas lobo.

Só existem cerca de 50 casos documentados de síndrome do lobisomem. Seu nome já diz tudo. Estas pessoas possuem cabelo cobrindo o corpo com até 25 cm de comprimento, exceto nas palmas das mãos e nos pés.

4. Doença de pele: Pessoa Azul.

A Argiria é uma condição caracterizada pela descoloração da pele e outros órgãos e tecidos (tais como a conjuntiva) do paciente, de sua cor natural para uma cor cinzenta-azulada, sendo esta alteração particularmente mais pronunciada nas áreas expostas.

5. Síndrome de Pica: Transtorno alimentar.

Síndrome de Pica é uma rara doença alimentar, segundo os especialistas, pode ter causas físicas, mentais e até mesmo culturais. Este distúrbio alimentar faz com que a pessoa tenha desejo urgentes de comer substâncias não destinados ao consumo humano.

6. Doença do vampiro: Terror ao sol.

Há pessoas que fazem o seu melhor para evitar o sol. Se for exposto ao sol sua pele sofre danos. Alguns têm dor e queimaduras quando o sol toca a sua pele. Porém não são realmente vampiros. Eles não bebem sangue e dormem em caixões, mas sofre de uma doença rara que tem sintomas semelhantes aos vampiros ao sol.

7. Síndrome de Alice no País das Maravilhas ou Micrópsia.

A síndrome de Alice no País das Maravilhas (AIWS) ou micropsia, é uma condição neurológica desorientadora que afeta a percepção visual humana. Os sujeitos percebem os seres humanos, animais e objetos inanimados menores do que o normal. Geralmente, o objeto percebido aparece longe ou muito perto ao mesmo tempo. A condição é, em termos de percepção única, a mecânica dos olhos não é afetados, apenas a interpretação que o cérebro faz das informação passada pelos olhos.

8. As linhas de Blaschko: listras estranhas em todo o corpo.

Linhas de Blaschko é um fenômeno extremamente raro e inexplicável da anatomia humana. Foi apresentado pela primeira vez em 1901 pelo dermatologista alemão Alfred Blaschko. As Linhas Blaschko são um padrão invisível incorporado no ADN humano. Muitas doenças hereditarias e adquirida da pele ou mucosa manifestam-se de acordo com esses padrões, criando a aparência visual das listras. A causa das estrias se acredita ser o mosaicismo, já que não correspondem com os nervos, músculo, ou o sistema linfático. O que as torna ainda mais notáveis é que elas variam de paciente para paciente, porém possuem geralmente um “V” sobre a coluna vertebral e os lados formam “S” sobre o peito, estômago e laterais.

9. A síndrome do cadáver vivo: Pessoas que acreditam que estão mortas.

A síndrome é causada pelo desejo de suicídio e depressão persistente. As pessoas com este diagnóstico se queixam de que perderam tudo, inclusive suas propriedades material e uma parte ou todo o corpo. Eles acreditam que eles estão mortos e não apenas o seu corpo. A incompreensão avança a tal ponto que o paciente pode dizer, e sentir como seu corpo se decompõem. Alegadamente, eles sentem o cheiro de sua própria carne podre e sente vermes os devorando por dentro.

10. A frustração Salto Francês: Reflexos estranhos.

O principal sintoma da doença é que os pacientes tem muito medo de, de repente, ver algo ou ouvir algum ruído. Muito mais do que as pessoas comuns. Pacientes com estes diagnósticos ficaram aterrorizados quando alguém está por trás deles e falam de repente, em seguida, começam a gritar, apertando as mãos e dizendo as mesmas palavras. Eles precisam de muito tempo para se acalmar. A doença foi relatada pela primeira vez em Maine de origem franco-canadense, mas as pessoas com reações estranhas também foram encontrados em outras partes do mundo.

Recomendados para você:

Comentar