8 tecnologias futuristas perdidas no passado

Tecnologias-futuristas-no-passado

Carregando...

O vidro flexível, a transmissão de energia sem fio e o material que suporta o calor do sol.  Conheça as tecnologias futuristas perdias no passado que até agora não conseguimos recuperar ou desvendar.

Leia também: 8 curiosidades eróticas que você certamente não sabe

O site Look at me listou algumas das tecnologias perdidas do passado que pode até nos parecer alienígenas ainda hoje.

1. Aço de Damasco.

As espadas de Damasco feitas no Oriente Médio entre 540 aC e 1800 dC eram mais flexíveis e duráveis do que as lâminas atuais.
Após o fim de sua produção, a tecnologia foi perdida. Até agora não fomos capazes de determinar os métodos e as ligas utilizadas para sua fabricação.

2. Arte dos pedreiros incas.

 

Ainda não se sabe com que instrumentos específico os Incas trabalhavam pedras de até vários metros quadrados de tamanho: Ao uni-los não se poderia inserir sequer uma folha nas frestas entre elas. Também não se sabe como eles moviam as pedras cujo peso chegava até 20 toneladas.

3. O material superinsolante Starlite.

Maurice Ward, um químico amador, inventou nos anos 70-80 o Starlite, um material que isola e suporta quase qualquer temperatura extrema, inclusive mais altas que a superfície solar. Ward morreu em 2011, levando o segredo deste material incrível para a sepultura, e até agora ninguém foi capaz de reproduzi-lo.

4. A transmissão sem fio de energia elétrica de Tesla.

 

Nikola Tesla fez muitas experiências com transmissão de energia elétrica com base no princípio das oscilações elétricas. O principal resultado de suas investigações, a torre Vordenklif em Nova York, ficou inacabada pois o financiamento do projeto foi suspenso.

5. Mecanismo de Antikythera.

 

O dispositivo recolhido de um velho navio naufragado foi criado no período de 150-100 aC e sua complexidade mecânica e não poderia ser reproduzida até 1500 anos depois. Segundo os cientistas, este é um calendário que acompanhava o ciclo Metônico para prever eclipses e calcular o tempo dos Jogos Olímpicos.

6. Transporte de lagartas da NASA.

 

A empresa Bucyrus International desenvolveu este transporte de lagartas para a NASA em 1965 para transportar o foguete Saturno V. Depois que o programa Apollo terminou, esses transportadores foram conservados, porém sua tecnologia foi praticamente perdida.

7. Dodecaedro romano.

É um objeto pequeno e oco de bronze que data do segundo ou terceiro século dC Centenas de dodecaedros foram encontrados no território de vários países europeus, mas sua função permanece um mistério: não há menção a eles em texto ou imagens da época.

8. Vidro flexível.

Uma invenção lendária perdida da época de Tibério (ano 15-37 d.C). Segundo a lenda, um artesão criou um material até então desconhecido, vidro flexível. Depois de se certificar de que ninguém sabia do seu composto, o Imperador matou o homem e destruiu sua oficina para não baixarem os preços dos metais.

Advertisment

Recomendados para você:

Comentar