8 sinais de que você está sendo enganado na internet

Como-saber-se-uma-noticia-da-internet-e-falsa-e-mentira

Carregando...

Você acredita que ninguém seria capaz de engana-lo facilmente para tirar proveito disso? Então fique esperto com estes sinais, haja vista que isso tornou-se um negócio profissional atualmente na internet.

Você pode até não acreditar, mas é muito vantajoso para certos segmentos da sociedade que você viva enganado e sem capacidade de descobrir sozinho que determinada notícia é falsa, já que estes podem colher sua “indignação” contra eventos que não aconteceram daquela forma, ou que nem mesmo aconteceram.

Para ajudá-lo a escapar de situações assim, criamos este guia para descobrir se as notícias da internet são mesmo reais.

Primeiramente, é sempre importante que você visite periodicamente os sites E-Farsas, Boatos.org e Verdade Absoluta, que fazem um excelente trabalho em desmascarar estas histórias que circulam pela internet. Porém, estes sites nem sempre conseguem desmascarar o grande número de notícias falsas que você encontrará na rede, por isso, vamos ensiná-lo em como ser um “detetive virtual”.

1. A imagem do incidente é falsa e não resiste a uma pesquisa no GoogleComo-saber-se-uma-noticia-da-internet-e-falsa-e-mentira-1

Neste caso, o site “A Folha Brasil” publicou uma reportagem onde dizia que que um “Pastor evangélico é espancado por militantes dos Direitos Humanos”, com uma foto que após pesquisada, revelou-se ser do idoso norte-americano Michael Frey que foi agredido em outubro de 2015 por um jovem. Avaliando-se os outros elementos da notícia, bem como o local onde foi publicada percebe-se que trata-se de uma farsa.

Para desmascarar estas notícias você pode usar a ferramenta “Pesquisar Imagem no Google” do Chrome ou copiar a URL da imagem e ir até a página de busca de imagens do Google se usar outros navegadores.

2. O vídeo não passa na análise do  YouTube DataViewerComo-saber-se-uma-noticia-da-internet-e-falsa-e-mentira-2

Se o vídeo do suposto acontecimento for um vídeo que foi baixado do YouTube e reaproveitado para noticiar um fato que teria supostamente ocorrido em determinada data, você pode usar o  YouTube DataViewer da Anistia Internacional para fazer a análise. Ele irá buscar a data original, bem como os dados originais da primeira vez que o vídeo foi subido na internet.

3. Os dados EXIF das imagens não corroboram com a descriçãoComo-saber-se-uma-noticia-da-internet-e-falsa-e-mentira-3

Vídeos, fotografias e áudios feitos com câmeras digitais e smartphones possuem dados denominados Exchangeable Image File (EXIF), que nada mais são do que informações da câmera e até mesmo o local onde a imagem foi feita.

Note que sites como Facebook, Twitter e Instagram eliminam estes dados das fotos hospedadas em seus bancos de dados. Abaixo os dados de uma foto feita em 2013.

4. A foto aparece como manipulada na análise do FotoForensicsComo-saber-se-uma-noticia-da-internet-e-falsa-e-mentira-4

Este site faz um Error Level Analysis (ELA) buscando por locais na foto onde ela pode ter sido manipulada digitalmente. A ferramenta destaca as áreas dispares da fotografia.

5. A informação não condiz com as do WolframAlphaComo-saber-se-uma-noticia-da-internet-e-falsa-e-mentira-5

De maneira formal, o WolframAlpha é um programa de inteligência computacional que permite, entre outras coisas, saber o clima de um lugar específico em determinado momento. Pode usá-lo para refutar, por exemplo, aquela foto de uma suposta nevasca que nunca aconteceu.

6. O local do suposto evento não condiz com as informações disponíveisComo-saber-se-uma-noticia-da-internet-e-falsa-e-mentira-6

Você pode usar ferramentas como Google Street View, Google Earth e Wikimapia para analisar o suposto local do acontecimento e comprovar se há alguma veracidade na suposta notícia, embora o mais comum é que as mesmas não tragam dados assim.

7. Foi publicada em um site onde costumam aparecer notícias falsasComo-saber-se-uma-noticia-da-internet-e-falsa-e-mentira-7

Sites como  Pensa Brasil (pensabrasil.com), A Folha Brasil (afolhabrasil.com.br), Folha Política (www.folhapolitica.org), Gazeta Social (www.gazetasocial.com), Política na Rede (www.gazetasocial.com), Blasting News (br.blastingnews.com), Folha Centro Sul (folhacentrosul.com.br) já foram flagrados divulgando notícias falsas. De toda forma, é importante que você tenha cuidado não só com o conteúdo publicado nestes sites, mas em todos de forma geral. Também são famosos os perfis “Revoltados Online”, “Movimento Contra a Corrupção” e outros supostamente contra a corrupção pela divulgação de boatos para seus seguidores.

8. Recebi em uma corrente de WhatsAppComo-saber-se-uma-noticia-da-internet-e-falsa-e-mentira-8

Qual é a probabilidade daquela informação “extremamente importante” estar circulando em correntes no WhatsApp? Praticamente nenhum. Por mais confiável que a pessoa que a enviou possa ser, é sempre importante verificar em outra fonte confiável, se considerarmos que as pessoas simplesmente repassam correntes, “notícias polêmicas” e outras informações sem checar a sua veracidade. Previna-se e não seja pego desprevenido no meio dos boatos.

Advertisment

Comentar